On 22 October 2016, the Mayor of Caxias do Sul to the community of Fazenda Souza gave the text of the new law that creates the route: “The Father Giovanni Schiavo roads”.

This article is available in Portuguese

cornicetta_media

O Prefeito Alceu Barbosa Velho entregou na tarde desta quinta-feira (27/10) à comunidade de Fazenda Souza a lei que cria os Caminhos do Padre João Schiavo.

O ato ocorreu durante a primeira missa no Memorial do Padre, após o anúncio da sua beatificação pelo Vaticano, no último dia 18. Após a cerimônia, o Prefeito entregou cópia da lei ao Padre Geral da Congregação dos Josefinos de Murialdo, Mario Aldegani. “Esta lei e tudo que ela prevê é uma das ações que Caxias faz para se preparar para a beatificação”, disse Alceu.
Segundo o Padre Aldegani, a beatificação deve ocorrer em 2017, em data a ser agendada pelo Vaticano.
Caminhos do Padre João Schiavo: A proposta do vereador Gustavo Toigo foi aprovada por unanimidade na Câmara de Vereadores. A iniciativa visa fomentar as atividades turísticas ligadas ao segmento religioso da região, contribuindo para o fortalecimento econômico e atraindo visitantes para a Serra Gaúcha. Com cerca de 55 km, o trajeto proposto pelo vereador inclui locais onde o Padre João Schiavo viveu e trabalhou em prol da comunidade, como as localidades de Conceição da Linha Feijó, Galópolis, Nossa Senhora de Caravaggio da 6ª Légua e Ana Rech. Ao fim do percurso, será possível visitar ainda o túmulo e o memorial do religioso, em Fazenda Souza.

Padre João Schiavo: Nascido em Vicenza, o pároco começou na vida religiosa quando ainda era um pré-adolescente. Oitavo filho de uma família sem muitas condições veio para o Brasil em 1931, onde se tornou 1º Superior Provincial da Ordem dos Josefinos. Dez anos depois, organizou a fundação do Seminário em Fazenda Souza, trabalhando anteriormente no Colégio Murialdo. Em sua trajetória na Serra Gaúcha, teve papel importante na educação e auxiliou inúmeros jovens em situação de vulnerabilidade social. Também dedicou a vida a outras obras assistenciais de amor e caridade ao próximo, auxiliando na formação das Irmãs Murialdinas de São José. Devido a problemas provenientes de uma hepatite, o padre faleceu em 1967, com 63 anos. Atualmente, sua beatificação vem sendo estudada pelo Vaticano a partir do milagre operado no caxiense Juvelino Cara, que sofreu uma isquemia no intestino em 1997 e sobreviveu à doença, em 90% dos casos terminal, após diversas orações da esposa ao beato italiano radicado no Rio Grande do Sul.

Assessoria de Imprensa – Prefeitura de Caxias

This post is also available in: Italian Spanish Portuguese (Brazil)