20 de Fevereiro

“Imitando os primeiros discípulos que viviam a comunhão de bens, cada confrade põe alegremente a serviço da comunidade tudo o que tem o recebe: as capacidades pessoais, as experiências, o tempo, os  frutos do próprio trabalho, os dons e, se necessário,  também a saúde, pois é próprio do pobre do Evangelho doar tudo por amor”.

(Cost. 10)

This post is also available in: Italiano Inglês Espanhol