p. Pedro Moncayo

* 29-06-1923

† 24-08-2017

Padre Pedro Moncayo

MONCAYO GRANDES PEDRO ENRIQUE nacque a Pangua nel Cotopaxi, parrocchia “Sacro Cuore”, il 29 giugno 1923.
Fece il noviziato ad Ambato terminando con la prima professione il 15 settembre 1942.
Il 6 settembre 1947 fece in Ambato la sua professione perpetua.
Ad Ambato il 15 agosto 1950 divenne sacerdote.
Ad Ambato aveva fatto gli studi di filosofia e teologia, mentre negli anni 1944-47 fece il magistero in Tena.
Ottenne il titolo di maestro e di professore nella scuola secondaria.
Fu insegnante a Archidona (1950-55), Guayaquil (1955-56), Quito-La Magdalena (1957-58).
Fu superiore a Cotundo (1958-1961); quindi fu ad Ambato, Salinas, San Gabriel (qui impegnato con i novizi), Guayaquil, Babahoyo.
Superiore e parroco a El Chaco (1971-75), parroco a Talag (1975-1978).
Quindi fu ancora ad Ambato, poi parroco a Guayaquil, Arajuno, Ahuano, Borja, Arosemena Tola; quindi collaboratore e ancora parroco a El Chaco, e, infine, nella parrocchia della Magdalena in Quito dall’anno 1999.
Una vita lunga e laboriosa spesa in molte comunità della Provincia e in molte parrocchie della missione del Vicariato del Napo.
Giovane magisteriante si definiva “maestro missionario” in una lettera al p. Casaril, dicendosi contento di essere tra i piccoli perché più amati da Gesù.

11 de Setembro

Este momento é como um anjo que declara a vontade de Deus: o coração fiel grita apaixonadamente seu sim, como a Virgem Maria a Gabriel.

(S. Leonardo Murialdo, Escritos VI, p. 395)

10 de Setembro

1950: TALAG, (ECUADOR), Missão Josefina
“O amor é «divino», porque vem de Deus e nos une a Deus, e, através deste processo unificador, transforma-nos em um Nós, que supera as nossas divisões e nos faz ser um só, até que, no fim, Deus seja «tudo em todos».”

(Deus caritas est 18)

9 de Setembro

Todo homem em todos os tempos tem um dever a cumprir para fazer a vontade de Deus, e isso é suficiente para a perfeição.

(S. Leonardo Murialdo, Escritos VI, p. 395)

8 de Setembro

1927: ARCHIDONA, (EQUADOR), “Misión Josefina”
1983: MADRID, (ESPANHA), “Comunidad Josefina”
2014: IBADAN (NIGÉRIA), “Murialdo House”
“E através dos méritos de Jesus Cristo que as graças são concedidas a nós, mas os méritos de Jesus Cristo são aplicados a nós por a intercessão de Maria, sendo ista a vontade do Senhor.

(S. Leonardo Murialdo, Escritos VI, p. 288)

7 de Setembro

“Favoreçam-se, pois, o encontro e a solidariedade entre os Institutos de vida consagrada, sendo estes conscientes de que a comunhão está «intimamente ligada à capacidade que tem a comunidade cristã de dar espaço a todos os dons do Espírito».

(Partir de Cristo 30)

6 de Setembro

“Quem realiza a caridade em nome da Igreja, nunca procurará impor aos outros a fé da Igreja. Sabe que o amor, na sua pureza e gratuidade, é o melhor testemunho do Deus em que acreditamos e pelo qual somos impelidos a amar. O cristão sabe quando é tempo de falar de Deus e quando é justo não o fazer, deixando falar somente o amor.

(Deus caritas est 31)