31 de Dezembro

Resumindo todas as recomendações feitas, esforcemo-nos para enaltecer cada vez mais em nós as três devoções mais essenciais para um bom Josefino, nomeadamente as de Jesus, Maria e José!

(Haec fratribus, p. 195)

29 de Dezembro

De São José aprendemos o amor reverente e a doce familiaridade com que temos que interagir com Jesus e Maria; nossa vida deve ser uma de intimidade com Eles, aquela vida que não pode ser aprendida nos livros, mas na oração, e que nos faz íntimos com a Sagrada Família.

(Spiegazione, p. 63)

28 de Dezembro

A razão pela qual nós consideramos a humildade e a caridade as virtudes próprias da nossa Congregação, parece-me encontrá-la no que, como nós representamos a pessoa de José, temos que trazer à Congregação o espírito que reinou eminentemente em sua casa, que era aquela de Nazaré.

(Spiegazione, p. 67)

26 de Dezembro

Quem entre nós podia ver Deus feito criança, Deus que sofre, Deus que chora e não ser grato e agradecido a ele?

(S. Leonardo Murialdo, Escritos VIII, p. 300)

25 de Dezembro

1930: BABAHOYO, (EQUADOR), Colégio “Marcos Benetazzo”

Por que um Deus bebê? Por que um Deus em um estábulo? Por quê? Assim Deus amou os homens. Por que um Deus na oficina e em roupa de artesão, que compra o seu pão com o suor do seu rosto? Porque assim Deus amou o mundo.”

(S. Leonardo Murialdo, Escritos VIII, p. 346)

24 de Dezembro

Somente quando o mistério da Encarnação se realizou, a bondade e o amor de Deus por nós verteram por assim dizer em torrentes sobre a terra, brilharam em toda a sua grandeza e magnificência, e ficou claro que eles são verdadeiramente infinitos.

(S. Leonardo Murialdo, Escritos VIII, p. 345)

23 de Dezembro

Os benefícios concedidos pelo Senhor antes da Encarnação eram apenas bens limitados e contados, diziam o amor de Deus, mas não demonstravam quanto ele era grande.

(S. Leonardo Murialdo, Escritos VIII, p. 345)

22 de Dezembro

Deus já tinha dado um milhar de provas; mas os três milagres de seu amor são a Encarnação, a Paixão e a Eucaristia.

(S. Leonardo Murialdo, Escritos VIII, p. 382)

21 de Dezembro

A casa de São José: um misterioso tabernáculo; seus braços: um cibório; seu peito: uma patena na qual Jesus estava dormindo, mas vigiava para nós.”

(S. Leonardo Murialdo, Escritos VI, p. 357)