19 de Fevereiro

“Entro em vosso templo, ó meu Deus! Que impressão de paz e de amor! Com efeito, aqui tudo me fala de amor… deste amor que tivestes e que ainda tendes para comigo, e deste amor que eu Vos devo”.

(S. Leonardo Murialdo, Testamento, p. 144)

18 de Fevereiro

As vantagens da vida de fé são inapreciáveis; ela leva com certeza e diretamente a Deus. Lá, a alma não edifica sobre a areia, mas sobre terra firme, sobre a rocha inabalável que é Cristo Jesus”.

(Vida de fé, p. 23)

17 de Fevereiro

1990: ROMA, CASA GENERALICIA, via Belvedere Montello 77

São José é a regra falante da Congregação, em que tudo deve ser Josefino, e da qual deve ser além qualquer coisa que não está no espírito de São José”.

(Il fine, p. 34)

15 de Fevereiro

Fazer da Igreja a casa e a escola da comunhão: eis o grande desafio que nos espera no milénio que começa, se quisermos ser fiéis ao desígnio de Deus e corresponder às expectativas mais profundas do mundo”.

(Novo Millennio Ineunte 43)

14 de Fevereiro

Aqueles que possuem a vida de fé não julgam mais as coisas pela aparência, mas pela luz da fé pela qual a fé descobre tesouros inestimáveis”.

(A vida de fé, p. 21)

13 de Fevereiro

Aqueles que entram na congregação entram numa casa de pobres e, por amor de Jesus Cristo feito pobre por nós, optam por levar uma vida de real pobreza”.

(Const. 7)

12 de Fevereiro

Vestir-se no espírito de Jesus Cristo. Deixar-se guiar em tudo por razões sobrenaturais. Agir sempre de acordo com os ensinamentos da fé”.

(A vida de fé, p. 5-7)

11 de Fevereiro

1998: ÍNDIA (Kerala), Seminário menor em Aroor

Até agora eu não vi milagres com meus próprios olhos, embora muitos são os que ocorreram aqui, mas isso não importa para mim: eu apenas pregunto á Imaculada Conceição que você vai ver um; e é aquele que finalmente vejam fervoroso e santo o que deveria ser o seu modelo”.

(S. Leonardo Murialdo, Cartas III, 702)

10 de Fevereiro

Eu terminei a novena a Nossa Senhora de Lourdes; mas realmente eu não pedi a cura de uma maneira absoluta, mas o melhor para a maior glória de Deus”.

(S. Leonardo Murialdo, Cartas III, 1067)