29 de Fevereiro

“Satisfeito com o essencial, o confrade Josefino usa os bens sem apego do coração, aceita privar-se até mesmo do necessário, disposto a suportar os incômodos do pobre que não pode permitir-se aquilo que a outros é concedido”.

(Const. 11)

28 de Fevereiro

“A falta o a diminuição do espírito de São José, que Deus nos livre!, iria provocar a diminuição da vida da Congregação e seus ministérios enfraquecer-se-iam; porque as Instituições vivem e prosperam em virtude daquele espírito que as criou”.

(Il fine, p. 35)

27 de Fevereiro

“A pessoa consagrada, nas várias formas de vida suscitadas pelo Espírito ao longo da história, experimenta a verdade de Deus-Amor de modo tanto mais imediato e profundo quanto mais se aproxima da Cruz de Cristo”.

(Vida Consagrada 24)

25 de Fevereiro

“Obedecendo aos preceitos do Senhor que nos manda orar sempre, é de vital importância um diálogo constante com o Pai com uma viva atenção à sua presença”.

(Const. 36)

24 de Fevereiro

1960: FAZENDA SOUZA, (BR), paroquia “N.S. da Saúde”

As virtudes de São José tem que ser as nossas e seus ministérios precisam ser os nossos”.

(Il fine, p. 34)

23 de Fevereiro

1969: RIO DE JANEIRO, (BR), “Comunidade Murialdo”

“São José deve moldar com seu espírito nossa Congregação, que, no próprio nome deste Santo já tem claramente traçado o programa do seu ser e do seu agir”.

(Il fine, p. 34)

22 de Fevereiro

“Mais adiante, o púlpito sagrado. Foi lá, ao pé dele, que Vós, pela primeira vez, me fizestes ouvir o chamado à vida religiosa. De lá, meu Deus e meu Pai, Vós me conduzistes, passo a passo”.

(S. Leonardo Murialdo, Testamento, p. 144)

21 de Fevereiro

“Adianto-me alguns passos e vejo o Tribunal sagrado, onde, pelo Vosso ministro, o Vós me devolvestes uma primeira vez a pureza e a paz do coração”.

(S. Leonardo Murialdo, Testamento, p. 144)

19 de Fevereiro

“Entro em vosso templo, ó meu Deus! Que impressão de paz e de amor! Com efeito, aqui tudo me fala de amor… deste amor que tivestes e que ainda tendes para comigo, e deste amor que eu Vos devo”.

(S. Leonardo Murialdo, Testamento, p. 144)

18 de Fevereiro

As vantagens da vida de fé são inapreciáveis; ela leva com certeza e diretamente a Deus. Lá, a alma não edifica sobre a areia, mas sobre terra firme, sobre a rocha inabalável que é Cristo Jesus”.

(Vida de fé, p. 23)